O Coletivo

Blog do escritor Juliano Rodrigues. Aberto a textos gostosos de quem quer que seja. Contato: julianorodrigues.escritor@gmail.com

sábado, 3 de outubro de 2015



                         SOPRO


                                  Juliano Barreto Rodrigues


Quero sulcar a terra com meu nariz,
Arar o chão com as pás das minhas ventas,
Pontear de cabeça o ventre vermelho
E me gastar no atrito até sumir.

Vou rasgar subterraneando,
Ao menos até sete palmos.
E ai de quem, desavisado,
Me blasfemar cantando salmos.

E quando a chuva me aguar
Eu, que não queria, vou brotar
Árvore torta de cerrado
Tão torta quanto fui no meu viver errado.