O Coletivo

Blog do escritor Juliano Rodrigues. Aberto a textos gostosos de quem quer que seja. Contato: julianorodrigues.escritor@gmail.com

quinta-feira, 28 de janeiro de 2016


                         MÓ

                                                   Juliano Barreto Rodrigues


Roda gira
e de repente pega de birra,
aí é um deus nos acuda:
parece que tudo que andava desanda,
que o leite derrama,
e até óleo engarrancha.


Então, é hora de aquietar um pouquinho,
não se apressar no caminho,
respirar fundo, bem devagarinho.


Que a tempestade passa
e a roda do moinho roda.
Basta não ter desespero
e não fazer qualquer bobagem.
De hora para outra entra a aragem,
trazendo a alegria de volta do desterro
a mó não tritura mais o peito
e a gente lembra que para tudo tem jeito.