O Coletivo

Blog do escritor Juliano Rodrigues. Aberto a textos gostosos de quem quer que seja. Contato: julianorodrigues.escritor@gmail.com

terça-feira, 27 de dezembro de 2016

"O asno de ouro de Maurizio" (Cattelan), com moedinhas de chocolate: “



PLIM

Juliano Barreto Rodrigues

Desviante.
Um outsider a la Colin Wilson.
Cínico emblasesado e a mil por hora.
Típico desatipado.

Distópico,
Atópico social,
Nietzsche-foucaut-bukowskiano,
E etcetriante.

Às vezes, Mallarmético silente,
Apontando sentido no branco da página.
Gênio encouraçado,
Retrato de barro criado por divinas mãos.
Queimado em forno tosco,
Mas ainda um ás.

Derridamente obscuro.
Asno de Apuleio
Retrato divino com pés de barro.
Intitulado em ouro, mas nem menos asno,
Nem menos homem,
Nem menos ás.

Vituperante gárrulo,
A vociferar contra desimportâncias
E a pouco se importar com o 'relevante'.
Obsceno!

De dentro da sua fantasia de invisível,
Protubera dardos, jacta desaforos aos quatro ventos.
Figurinha estranha...

(Essa no espelho).