O Coletivo

Blog do escritor Juliano Rodrigues. Aberto a textos gostosos de quem quer que seja. Contato: julianorodrigues.escritor@gmail.com

domingo, 12 de abril de 2015

Super-Homem

       

                                                                       
                                                 Juliano Barreto Rodrigues

O Super-Homem, já velho e cansado, substituído por outros super-heróis da moda, com roupas mais brilhantes e assessorados por seus marqueteiros profissionais, se deparou com uma situação que jamais tinha cogitado em seus tempos áureos: precisava fazer um exame de próstata.
Vivendo hoje de lembranças e respondendo inúmeros processos movidos por donos de imóveis destruídos por seus embates com vilões, canais de televisão que o acusam de declarações que os prejudicaram, associações que questionam seus métodos, etc, gasta boa parte do seu tempo em reuniões com advogados e em tribunais pelo mundo. E agora isso, ter que se preocupar com um órgão que nunca pensou que existisse.
Temendo os paparazzi e preocupado inclusive com sua própria auto-confiança, relutantemente marcou a consulta para o dia 20.  Como um homem da antiga, representante dos heróis do passado, preferiu ir sozinho.
O médico pediu que tirasse a sunga, depois a calça, declinasse para frente e relaxasse. Constrangido, o Homem de Aço disse:
- Doutor, vá com cuidado e, por favor, não conte a ninguém que estive aqui.
- Calma! Vou começar.

No que o médico penetrou o dedo, o super-esfíncter se contraiu de uma vez, amputando o pobre médico. Naquela situação absurda, Super-Homem passou a viver mais um dos pesadelos de sua condição: ficou exposto na mídia e responde a mais um processo de indenização milionário.